MP
Se as pessoas fossem chuva, eu era garoa e ela, um furacão.

Charles Bukowski.  (via cinzasdeanjo)
Às vezes, não há nenhum aviso. As coisas acontecem em segundos. Tudo muda. Você está vivo. Você está morto. E as coisas continuam. Somos finos como papel. Existimos por acaso entre as percentagens, temporariamente. E esta é a melhor e a pior parte, o fator temporal. E não há nada que se possa fazer sobre isso. Você pode sentar no topo de uma montanha e meditar por décadas e nada vai mudar. Você pode mudar a si mesmo para ser aceitável mas talvez isso também esteja errado. Talvez pensemos demais. Sinta mais, pense menos.
Dom Casmurro.    (via regou)
Sim, eu me faço de forte, mas já chorei no meu quarto, em silêncio, a porta fechada, travesseiro no rosto, chorei por dentro, sofri. Mas sabe o que tudo isso resultou; nada, é preciso aprender a crescer, viver, ser “gente grande” e enfrentar os próprios problemas.
Tati Bernardi.   (via regou)
E eu continuo indo, seguindo meu caminho. Mudando, errando, mas principalmente, aprendendo com o que eu erro. Não me preocupo se minha evolução é lenta, contanto que ela seja pra melhor.
Caio Fernando Abreu.  (via romanteios)
Mas de vez em quando passa pela cabeça um “ah, podia ter sido diferente.
Max Lucado  (via poetario)
A chave para perdoar os outros é deixar de se concentrar no que eles fizeram e começar a concentrar-se no que Deus fez por você.
Caio Fernando Abreu.  (via regou)
Me enfiei em casa e não saí. Um desgosto. Leio o tempo todo. Sento no jardim. Ouço música. Tento escrever, mas não sei se quero ou se preciso, e não consigo. Umas carências.
Sereno.    (via pensamentos-antigos)
Em uma terra de estrelas mortas, uma nuvem espessa de palavras formou-se quando um anjo gritou suas dores aos sete ventos, os mesmos que sopraram pra longe as frases e fases gravadas em minha pele, enfim superei. O paradoxo mais lindo é aquele que fala sobre alguém que por meio da queda conseguiu se tornar céu.
Amor com Vinho.  (via pensamentos-antigos)
A poesia me cobre os ossos.
Nayara Alves.  (via deprimentes)
Dar um basta, chutar o balde, chamar o fim antes da hora, dizer que já chega. Não importa como você chama, desistir é desistir independente do sinônimo usado. Mas uma hora tem que dar o play de novo. Não dá pra parar pra sempre. A vida continua com ou sem você e é opção sua deixar a realidade te engolir ou tentar muda-lá. A gente tenta parar, mas não dá. Porque uma hora a vida te puxa de volta, ela tem que ser vivida. E é você quem dá as cartas. Desiste não, olha em volta. Não tá vendo, não? Sim, são sonhos. Escolhe um ai. Pode escolher um e vai. Só existe uma regra: Sempre tente realizar o seu sonho. Porque uma hora a vida da um jeitinho e volta a ser bela, acredite.